Notícias

ACBI elege órgãos Sociais 2021-2022

ACBI Elege Órgãos Sociais para o biénio 2021-2022 e apresenta Plano de Atividades e Orçamento para 2021

No passado sábado 19 de dezembro a Associação de Ciclismo da Beira Interior elegeu os órgãos sociais para o biénio 2021-2022.

Numa assembleia que estava prevista para ser presencial, acabou por ter que ser realizada inteiramente online, sendo a votação feita em direto pelos clubes presentes na reunião, sendo a única lista candidata votada por unanimidade. 

 

A nova estrutura tem como presidentes da assembleia geral João Goulão Pinto; conselho fiscal Ana Roque; conselho jurisdicional Nuno Almeida Santos; direção Agnelo Quelhas, que terá a seu cargo coordenar e dirigir os destinos desta associação para os próximos dois anos.

A nova direção conta ainda na sua maioria com elementos da direção anterior, com experiência de muitos anos na gestão desta entidade.

João Goulão Pinto deu posse aos novos órgãos sociais sendo feita às 17:30h a assembleia geral ordinária, para apresentação do plano de atividades e orçamento para 2021.

O novo presidente da direção passou a apresentar a estratégia para 2021, muito focada na continuidade do crescimento sustentado do ciclismo na Beira Interior, com especial ênfase em 4 eixos:  1 - formação de jovens; 2 - crescimento do número de atletas de competição; 3 - diversificação das vertentes do ciclismo; 4 - aposta na promoção do ciclismo de lazer através da criação de infraestruturas Cyclin’Portugal.

No primeiro eixo a ACBI prevê apoio financeiro e promete acompanhamento na formação de escolas de ciclismo e na promoção de atividades nos eventos de BTT para as categorias de escolas (jovens até 14 anos). Esta é uma forte lacuna na região da Beira Interior que limita o surgimento de equipas e de novos valores para o ciclismo.

No segundo eixo prevê-se os apoios à filiação de atletas em todas as as categorias competitivas, desde as de formação, aos cadetes (16 e 16 anos) e juniores (17 e 18 anos), até às atletas femininas e aos atletas elites e masters. A ACBI pretende ter mais atletas de competição num universo de filiados em que cerca de 85% dos praticantes são CPT (ciclismo para todos).

No terceiro ponto para além do TMBI, Troféu de Maratonas da Beira Interior, que em 2021 terá 4 etapas, seguido da realização do campeonato de maratonas CMBI, em julho, irá também aparecer de novo a vertente de BTT XCO com a realização de um troféu Inter Regional desta vertente com a Associação de Ciclismo da Beira Alta. A parceira da ACBI que opera no distrito de Viseu e alguns concelhos a oeste do distrito da Guarda será parceira num troféu de 4 provas, duas das quais realizadas no território da ACBI. Este troféu ocorrerá em setembro e outubro.

No ciclismo de estrada a ACBI irá realizar um evento de campeonatos nacionais do calendário da FPC, a comunicar em breve, e também renovará a realização do campeonato regional de rampa, que em 2021 se designará campeonato regional de crono, num evento com duas provas, uma de rampa e outra de contra-relógio em linha. Desta forma cria-se um formato que favorece os trepadores e os roladores.

No campo da promoção do ciclismo de lazer e do turismo desportivo na região da beira interior, surge o quarto eixo, em que a ACBI irá propor a implementação de infraestruturas Cyclin'Portugal, através da criação de redes de percursos de BTT e estrada, em linha com a estratégia global Cyclin'Portugal, de promover portugal como um destino ciclável de excelência. Esta é uma área fundamental do ciclismo, que muita vezes é esquecida. A região da Beira Interior tem condições de excelência para a prática do ciclismo que não estão a ser aproveitadas em todo o seu potencial.

Portugal é um país onde a cultura do futebol continua a abafar a existência e o crescimento de outras modalidades, entre elas o ciclismo. No entanto, os feitos gloriosos dos ciclistas portugueses em 2020 nos grandes palcos internacionais, veio trazer um novo fôlego à modalidade. Também a própria pandemia COVID-19, com todas as limitações que impôs, acabou por fazer disparar a venda e a utilização da bicicleta, vendo-se cada vez mais pessoas a pedalar, e mais municípios a investir e a incentivar na mobilidade suave nas vias urbanas.

Neste panorama estão criadas as condições de motivação que nunca existiram para o crescimento do ciclismo, sendo importante agarrar esta oportunidade para implementar novos projetos e ideias com grande valor que até agora não puderam ser implementadas.

A ACBI tudo fará para apoiar ideias e projetos que façam crescer o ciclismo, especialmente nas camadas jovens.

Castelo Branco 20 de dezembro de 2020

Acerca da ACBI

A ACBI é a representante oficial da UVP-FPC para a região da Beira Interior, distritos de Castelo Branco e Guarda.

Excluem-se os concelhos de Seia, Gouveia, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Aguiar da Beira, Trancoso, Mêda e Vila Nova de Foz-Côa, pertencentes à Associação de Ciclismod e Viseu.

Morada: Av. Professor Egas Moniz, Zona de Lazer - 6000-901 Castelo Branco

©2021 ACBI. Todos os direitos reservados

Pesquisar